Resenha: A menina feita de espinhos

by - sexta-feira, agosto 11, 2017


Titulo: A Menina Feita de Espinhos 
Gênero: Romance/Drama
Páginas: 343
Editora: Universo do livros     
Ano de Edição: 2015


Sinopse
"Eu nasci assim. Com espinhos venenosos sobre toda a minha pele. Repelindo, assustando e repugnando as pessoas. Eu aprendi, após receber tantos olhares de repugnância, que há beleza em tudo. Há beleza na tristeza e na dor, até mesmo na raiva. E há beleza na vida, em suas despedidas e desencontros. Este livro é para aqueles que sabem conviver com espinhos, aceitam o diferente e amam sem medos e preconceitos. Para quem sabe que vai sentir dor em vários momentos da vida, mas não desiste. Quem gosta de giz de cera, bichos de pelúcia e rosas vermelhas. Para os que sabem chorar. De verdade. Não apenas derramar lágrimas. E veem beleza em tudo. Absolutamente tudo. Mas se você não é assim, este livro ainda é para você, porque celebra as diferenças."


O livro conta a história de Kat, uma menina que enxerga o mundo de uma forma tão linda, é narrado em primeira pessoa nos permitindo ver e sentir as coisas ao ponto de vista da garota, mostrando como as pessoas podem ser amáveis e colorir o nosso mundo com as cores do amor, compreensão, carinho e aceitação, mais também nos faz refletir a respeito das palavras e como as dizemos, pois estas são capazes de magoar alguém profundamente e deixar cicatrizes que não poderão ser curadas.

"Existe um lugar quieto e estrelado dentro de cada um de nós. Somos um espelho de tudo que cultivamos nesse lugar".

A jovem que desde pequena teve que aprender que um simples toque pode ser fatal, levando quem a toca a morte devido aos seus espinhos. Ela teve que crescer sem abraçar e sentir o carinho daqueles que a amam e o que me surpreende é ver que apesar das dificuldades que a cercam, ela lida com tudo isso espalhando amor, e rosas vermelhas por onde caminha.

"Havia brilho naquele olhar, não um brilho qualquer, mais que só tem quem conhece a vida e as suas facetas mais tristes e ainda assim, não desiste de caminhar sob o sol". 

Mesmo vivendo aos cuidados de seu pai que faz tudo o que pode para ver Kat feliz, ela sente necessidade de uma vida normal, de fazer amizades e conhecer as pessoas e o mundo. A jovem enfrentará grandes desafios ao longo de sua vida, em busca de encontrar a sua felicidade e conviver com sua doença.

"Um toque pode consertar tudo que temos quebrado dentro de nós, a gente pode se machucar muito, mais nunca se quebrar de forma irreparável".

Sobre Liberdade, preconceito, sentimentos, aceitação, abordando esses temas de forma tão profunda a autora nos ensina a ver as diferenças de uma forma que nos faz compreender que todas as pessoas são especiais, independente de suas limitações e dificuldades. 


"As coisas e as pessoas que amamos não estão do nosso lado em todos os momentos; às vezes caminhamos sobre muitas pedras descalços e sozinhos. E mesmo que algumas pessoas estejam ao nosso lado, a caminhada de cada um, no fim das contas, é pessoal."

"...apenas nós somos capazes de realmente compreender a pior parte de cada uma das grandes e pequenas dores que enfrentamos."


E aí, o que acharam do livro?




You May Also Like

0 comentários

Me acompanhe pelo instagram @thynaa_costa

"Os textos aqui postados são de autoria da blogueira, ao compartilhar ou copiar trechos de publicações, deve-se dar os créditos a quem escreveu ou citar o site de onde o conteúdo foi retirado".